Candelárias

A Ordem Sagrada de Bennu é uma fraternidade voltada ao exercício da Bruxaria Ancestral. Aos iniciados, transmitimos conhecimentos ocultos conforme o grau de cada membro; à sociedade em geral, divulgamos nossos valores e, em plena coerência com estes, ocasionalmente participamos do debate social e político de temas relacionados aos mais diversos assuntos. Os textos oferecidos neste site são de nossa autoria exclusiva. Não somos uma escola, não somos uma loja, não somos um negócio, somos uma fraternidade religiosa. Não temos nem precisamos de fornecedores, clientes, sócios ou doadores. Não cobramos absolutamente nada de nossos membros, somos irmãos bruxos, portanto, se alguém cobrar alguma coisa de você para ensinar bruxaria, com certeza não será alguém vinculado à bruxaria ancestral, pois nossos valores são amplamente contrários a vender conhecimentos desta espécie.
Em vista de frequentes mal entendidos, lembramos ainda que tanto por nossas origens (linhagem iniciática) quanto por nossas crenças e celebrações, apesar de termos pontos em comum, bruxos ancestrais não são wiccanos.


Mensagem do Bennu-Kher

Candelárias - 1o de Agosto de 2021 - Hemisfério Sul

Caros amigos, desde o primeiro trimestre de 2020, logo após a declaração oficial de pandemia pela OMS, e ao longo da implementação de políticas de combate ao COVID-19 ao redor do mundo, temos observado não só a gravidade do momento pelo qual passamos mas também o quanto as crenças básicas da bruxaria ancestral se refletem sobre questões de ordem social e política.

Não, não nos referimos à doença em si, nem mesmo às mortes que ela causou, isso absolutamente não é uma novidade na história humana, esta doença e a forma que está refletindo sobre a sociedade não passam de um pequeno detalhe de um movimento muito mais amplo e poderoso que não apenas mata mas modifica profundamente a vida dos sobreviventes e até a memória de suas vítimas fatais.

Bennu é a fonte do mito da Fênix, está intimamente relacionado às revoluções, à morte seguida de renascimento, à reformulação, ao nascimento de novos mundos ou de novas visões de mundo, a mudanças de paradigma, e este é precisamente o quadro em que o mundo se insere no presente momento. Enquanto a maioria dos teóricos postula que testemunhamos o ressurgimento de uma Guerra Fria sob nova roupagem, nós consideramos que a Guerra Fria original não representava sequer risco de ruptura dos modelos de poder, ao passo que agora vemos as instituições se esgarçarem. Antes, o povo reagia, agora, o povo age ou não age. Em poucos momentos da história ocorreram movimentos autenticamente populares como os que observamos agora. Então, de um lado temos a falência das instituições, que perdem credibilidade e que têm seu papel ou validade questionados, e do outro uma emergência popular por efetiva reformulação.

Bennu está pairando sobre nossas cabeças, instituições até então muito bem consolidadas, que serviam de base à sociedade, carecem de reafirmação em moldes tradicionais ou de reformulação em moldes progressistas. Isto não é uma mera disputa entre grupos de poder, não é mais uma questão de escolher um lado, um time, e defendê-lo acima de qualquer razão, trata-se de exigir, de tomar o protagonismo e não seguir cegamente ninguém. Os heróis são anônimos, mais uma instituição que faliu, precisando de reconstrução ou sepultamento. Hoje, não somos hippies seguindo o canto que soprou do Tibet, não há lideres, a indignação se espalha homogeneamente, de forma que os atuais ocupantes do poder se tornam cada vez mais truculentos, pois começam a perceber que não podem apagar um incêndio se já estão cercados pelo fogo.Partem para o tudo ou nada como ratos encurralados, perdem o resto de vergonha e falso moralismo e assim alimentam ainda mais a revolta popular. Não se trata de trocar uma pessoa por outra, um grupo por outro, um sistema por outro, se trata de recriar a própria sociedade, mas para que seja possível as bases precisam ser claramente definidas, os alicerces precisam ser posicionados, até então, o caos.

Levando isso em consideração estamos trabalhando na reforma de nosso próprio papel, neste sentido, esperamos que, em breve, reformulemos este website e as demais informações oferecidas ao público em geral explicando melhor as bases fundamentais de nosso dogma e seus reflexos sobre questões de ordem prática, inclusive política.

G.L.Taliesin, Bennu Kher da OSB

Tempo Bruxo

Em 1o de agosto de 2021, no hemisfério sul, celebramos Candelárias. Em 22 de setembro de 2021 celebraremos a Festa da Primavera.

Artigo Mais Recente

Tantas se dizem bruxas, se orgulham de se proclamarem assim... Mas de bruxa, o que têm??? O que caracteriza uma bruxa? Você mesma, que se pensa bruxa, age como uma? Pensa como uma?

Se vê como bruxa; mas como você vê uma bruxa?

Neste momento em que repensamos nossas vidas e nossas pretensões, oferecemos um artigo inédito sobre O Perfil de uma Bruxa.